Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

ESTUDANDO AS ESCRITURAS

          ÍNDICE

1 - As Sagradas Letras

&  Apoc 1:3; João 8:32

2 - O DEUS das Escrituras!

& Êxo 20:3

3 - O Santo Espírito

&  Atos 20:28

4 - Sinais dos Tempos

&  Mat 16:3

5 - A Salvação

& Mar 16:16

6 - A Origem do Mal

& I Jo 4:8

7 - A Confissão e o Perdão

& I Tim 1:15

8 - O Estado do Homem na Morte

&  Gen 2:7

9 - O Juízo do Criador

&  Apoc 22:12

10 - Um Dia para o Messias

& Exo 16:25

11 - A Igreja do Messias

& Jo 10:16

12 - O Milênio

&  Isa 65:9

13 - A Imersão

&  Atos 22:16

14 - Como nos Conduzir Perante o ETERNO

&  João 8:29

15 - Mordomos do Messias

& Sal 24:1

16 - Realmente Seremos Arrebatados?

&  I Tes 4:14-17

17 - o Nome

&  Exo 3:15

 

SOLICITE-NOS UMA VERSÃO PARA IMPRESSÃO DA SÉRIE COMPLETA!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Curso Adulto Básico

LIÇÃO 12

O Milênio

Conservarei um resto do Meu povo para que possua a terra de Yaoshorúl; dá-la-ei àqueles que selecionei para Me servirem lá.

Is/Yaoshua’yaohuh 65:9

UL criou o homem imortal. Se bem que era uma imortalidade condicional, pois no Éden o ETERNO colocou a árvore do conhecimento – discernimento – do bem e do mal (Gên. 2:17) para certificar-Se da fidelidade do ser recém criado para com à Sua vontade – Lei. Porém o homem quebrou esta Lei e perdeu a sua imortalidade. Leia: Agora que o homem adquiriu a mesma capacidade que nós, de conhecer o bem e o mal, é preciso que não venha a tomar também o fruto da árvore da vida e viva eternamente (Gên. 3:22 RA). Desde então, a grande esperança do povo de Israel é pelo Messias/hol’Mehushkháy e por uma era de paz e justiça na Terra. Exatamente esta é a mensagem que anunciamos ao mundo, ao testemunharmos do Evangelho do Reino do Eterno. A instauração deste reino é certa e tudo indica que estamos próximos deste grande evento (Atos 15:16). Vivemos a parte final da estátua vista por Nabucodonosor e é nos dias destes reis que o Messias/hol’Mehushkháy levantará um reino que jamais será destruído. Não haverá nenhum outro governo intermediário!

Nos lembramos que, mesmo “punindo”, o ETERNO tinha um plano de salvação: o Messias, o Cordeiro do ETERNO... que tira o pecado do mundo (João 1:29). Porém, desde a queda do homem, o diabo tem estado na mais absoluta atividade e nunca esteve tão ativo como nos nossos dias. Crimes, assaltos, seqüestros relâmpagos, etc. Acidentes de carros, barcos, aviões ou trem sempre deixam inúmeras vítimas... Vítimas inocentes! As doenças estão cada vez mais mortais... As curas, cada vez mais distantes! E o homem continua brincando de ser o Criador... Mas as Escrituras Sagradas nos mostram que esta atividade satânica não se perpetuará para sempre. Haverá um fim para o pecado, para a morte e para o diabo... Mais especificamente haverá um período de mil anos – um milênio – em que satanás estará totalmente “amarrado”; ficará impossibilitado de tentar, atormentar ou destruir qualquer dos filhos do ETERNO. A grande esperança do povo de Israel é pelo Messias/hol’Mehushkháy e por uma era de paz e justiça na Terra.

Exatamente esta é a mensagem que anunciamos ao mundo, ao testemunharmos do Evangelho do Reino do Eterno. A instauração deste reino é certa e tudo indica que estamos próximos deste grande evento. Vivemos a parte final da estátua vista por Nabucodonosor e é nos dias destes reis que o Messias/hol’Mehushkháy levantará um reino que jamais será destruído.

Não haverá nenhum outro governo intermediário! Nota do Caminho: A Volta do messias é justamente para dar fim ao Armagedom (6ª praga, uma guerra literal contra Israel, a nação escolhida pelo ETERNO – Zac 14:1-3) e representa uma praga (a 7ª) para os ímpios envolvidos no Armagedom... Porem, nem todos da Terra serão eliminados (Isa 24:6).

OBS: O critério para que restem nações será o mesmo usado em Apocalipse 13; a grande maioria irá contra Israel conscientemente (marcados na testa/mente), porém, outros (poucos) vão contra a sua própria vontade e merecerão uma nova oportunidade; marcados na mão serão aqueles que dirão: Tanto faz... se é preciso exterminá-los, faremos isto! Para estes e os primeiros, não haverá misericórdia!

Finalmente chegará a tão almejada paz. Yaosh’ua-oléym gozará de segurança e de lá o Messias/hol’Mehushkháy ordenara a bênção (Sl 133:3). Será exaltada e a ela concorrerão os povos (Is 24:23; 2:3; Mq 4:2; Jr 33:16; Jl 3:20,21; Zc 2:10-­13; 8:22). Conforme predito, a Casa de Jacó terá seu Rei, o trono de Davi ocupado e o Reino não terá mais fim. A mensagem do anjo a Maria encontra o seu pleno cumprimento: "E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o Nome de Yaohushua. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e O Eterno lhe dará o trono de Davi, seu pai..." (Lc 1:31-33). O Seu governo será regido com vara de ferro, pois uma vez aprisionado o príncipe das trevas e suas hastes, o pecado desaparecerá, dando lugar ao desenvolvimento de nações que servirão ao Messias/hol’Mehushkháy segundo as Suas leis...

Vejamos como e quando isto ocorrerá: 1 – Em que duas ressurreições disse o Messias que os mortos ressuscitariam? João 5:28e29. 2 – Quando ressurgirão os mortos justos? I Tes. 4:16e17. 3 – Como chama as Escrituras a esta ressurreição? Ap. 20:6. 4 – Que acontecerá aos justos que estiverem vivos quando o Messias vir estabelecer o Seu governo Messiânico, no princípio do milênio? I Tes. 4:17. 5 – Que diz as Escrituras, que indica que os justos mortos hão de ser ressuscitados no princípio do milênio? Ap. 20:4e6. 6 – Que efeito terá a segunda vinda do Messias, sobre os ímpios que estiverem vivos? Jer. 25:31-33 (o homem pecador não resiste perante a glória do Messias/hol’Mehushkháy – II Tes. 2:7e8). 7 – Como indica as Escrituras que a segunda vinda do Messias não terá nenhum efeito sobre os ímpios mortos, naquela ocasião? Ap. 20:5. 8 – O que acontecerá com satanás no início do milênio? Ap. 20:1-3. Visto que satanás estará “preso”, o que ele não poderá fazer durante o milênio? Ap. 20:3. 9 – As nações que não sofreram as tentações são as que se formaram durante o milênio (Leia atentamente Isaias 65 e 66).

Muitos crêem que a Terra estará deserta neste período e que os justos estarão nos céus... Usam a parábola do trigo e do joio para comprovar este arrebatamento (secreto), mas leia atentamente a parábola e verá que quem é arrebatado (tirado) é o ímpio. O salvo é reunido no celeiro (a Terra durante o milênio – Sl 115:16). Mas, passava pela mente dos discípulos do Messias/hol’Mehushkháy o estabelecimento de um reino nos céus? Pedro estava preocupado em como ir ao Céu com Ele? Jamais foi ensinado ou crido pelos israelitas e pelos apóstolos um reino ou morada nos céus. Os discípulos, sempre que lhes parecia oportuno, indagavam se era o momento do Messias/hol’Mehushkháy assumir o comando em Yaosh’ua-oléym e instaurar o Seu reino (Lc 19:11,12; João 6:14,15; 12:14,15; At 1:6­8; Lc 1:68-74; 24:21; João 13:36,37; 14:3). Infelizmente, não puderam entender que o reino seria mundial e sobre todas as nações... Portanto, a "Morada nos Céus" não vem dos profetas nem dos apóstolos (João 13:36); O Messias/hol’Mehushkháy vai assentar-se no trono de Davi, em Yaosh’ua-oléym (Mt 25:31; At 2:30 cf Atos 15:16). Veja que a pedra que feriu a estátua não voltou para o Céu. Ao contrário, se fez um grande monte e encheu toda a terra (Dn 2:35). Quando o Messias/hol’Mehushkháy vier, após o encontro com os salvos nas nuvens, Ele descerá sobre o Monte das Oliveiras (I Ts 4:17; Zc 14:4). Dará livramento a Yaosh’ua-oléym, converterá a Israel e se assentará no trono de Davi (Zc 12:8-10; 14:9; Mt 25:31; At 2:30). Não haverá retorno dEle ao Céu, para um reinado lá! Sob o governo do Messias/hol’Mehushkháy, os inimigos serão subjugados (I Co 15:24-28); e a Yaosh’ua-oléym terrena será a capital do Reino Milenar (Is 2:3; Mq 4:2).

Outros usam Jeremias 4 para falar de uma Terra deserta, inclusive fazendo uma analogia com o bode azazel como sendo o próprio satanás. Mas isto é uma blasfêmia, pois os dois bodes da expiação representam as fases do sacrifício do Messias/hol’Mehushkháy (Julgamento dentro da cidade e execução fora da cidade) além de que, ambos os bodes tinham que ser sem mácula (satanás sem mácula?). Note também que Jer. 4:23-27 não é uma profecia para este tempo de mil anos, pois o contexto nos mostra que se cumpriu na Yaosh’ua-oléym dos dias do cativeiro babilônico, além de que o próprio profeta é um dos sobreviventes e mais alguns sobrevivem (não a consumirei de todo – fim do vs 27). Deserto é uma referencia à desolação em que se encontrava a sua terra! Por isto, não haverá uma extinção total de homens e animais, no Armagedom! O Eterno não criou a Terra para que fosse vazia (Is 45. 18), nem para ser lugar de habitação dos ímpios (Mt 13:41; 15. 13). Com o dilúvio e a grande arca de Noé, O Eterno puniu seus habitantes, sem todavia extinguir a criação (II Pe 2:5). Fez uma promessa de não mais ferir todo o vivente (Gn 8:21). Se na vinda do Messias/hol’Mehushkháy tudo fosse destruído, então esta palavra não seria cumprida, nem tampouco, haveria homens e animais no Milênio (Is 11:6-9). O Eterno preservará homens e animais (Sl. 36:6). Continuando: 10 – Onde estarão os santos durante o milênio? Ap 20:4, 6 (na Terra, reinando com o Messias/hol’Mehushkháy cf Isa 66:19, 21 [leia Isa 65:20 e responda: haverá morte nos Novos Céus?]). 11 – Que descerá dos Céus após o milênio? Ap. 21:2 cf. Zac. 14:4e5. 12 – Quando voltarão a viver os ímpios e por quanto tempo? Ap. 20:11-15.

Como vimos, no fim do Milênio, a Terra estará novamente povoada. Os restantes das nações (Isa 24:6) darão continuidade à vida humana no planeta, todavia, seus descendentes não conhecerão o mal. Não serão provados, pois satanás e suas hastes estarão aprisionados para não os enganarem. Findo os mil anos, este adversário será solto por um pouco de tempo, e buscará recrutar discípulos entre as nações que se formaram durante o milênio, para a última tentativa de aniquilar o Messias/hol’Mehushkháy. Sitiará a cidade querida (Yaosh’ua-oléym terrena), mas fogo descerá do Céu e os consumirá (Ap 20:1-10; II Ped 3:10). Os homens que não aderirem à este levante, terão a oportunidade de adentrarem o reino eterno, pois a morte, o último inimigo, será eliminada (Ap 20. 14; 21:24-26; 22:2).

OBS: Muitos dizem que as nações que serão seduzidas por satanás (vs 7-10) são os ímpios ressurretos, no entanto, isto não corresponde ao contexto bíblico, pois foge da ordem cronológica do texto sagrado. Esta ressurreição só acontece quando satanás já estiver sido destruído! Veja: 13 – Quando satanás for solto que fará ele? Ap. 20:7e8. 14 – Qual será o resultado desta tentativa satânica? Ap. 20:9; II Ped 3:10.

Vamos recapitular os acontecimentos destes tempos: No princípio do milênio – o Messias volta (e com ele, os 144.000 e a grande multidão), os justos são ressuscitados para irem de encontro com Ele, nas nuvens até a cidade de Yaosh’ua-oléym onde estará o Seu trono! (I Tes. 4:16e17); estes justos vivos serão transformados – veja que transformação não é trocar por outro corpo e sim que toda a marca do pecado será erradicada, para podermos olhar face a face, a o Messias (I Cor. 15:51e52); Morte dos ímpios vivos (II Tes. 2:7e8) e satanás é “preso” por mil anos (Ap. 20:2). Durante o milênio – Os santos reinam com o Messias na Terra e julgam os seres que nascem durante o milênio (serão reis e sacerdotes – Ap 5:10; I Cor. 6:2e3; Ap 20:4) e a terra estará sendo restaurada (Isa 65:17, 20-25). Após o milênio: satanás é solto (Ap. 20:7e8) e vai tentar as nações que se formaram durante o milênio. o ETERNO intervém destruído, com fogo vindo dos céus (II Ped 3:10), estes que tentam ir contra a cidade querida (Ap 20:9 – Note que a Yaosh’ua-oléym celestial só desce após tudo estar devidamente purificado, Ap 21:1-3), a velha Yaosh’ua-oléym, onde esteve por mil anos o trono do Messias/hol’Mehushkháy. Estes novos ímpios são lançados no lago de fogo – juntamente com satanás e seus anjos - e só então os ímpios de todas as épocas ressuscitam para serem julgados (vs 11-15) e, então a morte (e o inferno, isto é, a sepultura) também é destruída! Depois destas coisas a Santa Cidade desce sobre o Monte das Oliveiras (Zac. 14:4e5) e o próprio ETERNO vem habitar com os salvos!

Vencidos todos os inimigos, como será o planeta e o que ocorrerá de especial? A terra estará totalmente nova quando já não existirem os inimigos. A morte é o último, pois tem que existir para dar fim aos demais (inclusive durante o milênio continuará a ter a possibilidade de se morrer). Uma vez extinta a morte, os participantes das nações que não se deixaram seduzir pelo inimigo e não atacaram a Yaosh’ua-oléym, automaticamente não morrem mais e passam para o reino eterno como homens, mas imortais. Serão exatamente como seria Adão, se não tivesse pecado e a Terra estará seguindo seu curso exatamente como o Eterno planejou no princípio. A Terra volta ao estado pleno de perfeição, com seus habitantes (homens e animais); tudo como era para ser se o pecado não tivesse interferido (Ap 20:14; 21. 1-5, 24-26).

OBS: Aqui, continuará o princípio divino de "crescei e multipliqueis..." (Gen. 1:28), pois foi assim que O ETERNO criou o homem e assim será - Tiago 1:17, pois o ETERNO não erra! Não errou na criação, não errará na consumação do pecado. Amém!

 

Minha Decisão: compreendo o plano da salvação E quero participar do seu reino, terreal!

Minha Assinatura: ___________________Data: __/__/____.

 

OBSERVAÇÕES:

& -  USE A SUA BÍBLIA!

@ - Envie-nos a sua decisão...  No fim de TODAS as DECISÕES, enviaremos um Certificado de Conclusão que pode ser impresso e colocado em uma moldura!

CYC - Congregação Yaoshoul'ita o Caminho

 

SAIR