Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

PROFECIAS BÍBLICAS

          ÍNDICE

1 - Daniel e a Predição da História Mundial Daniel 2:16-28

2 - As Quatro Bestas e os Impérios Mundiais Daniel 7:1-10

3 - A Besta de Apoc 13 e a Guerra aos Santos Apoc 13:1-9

4 - O Trono de Davi e o Messias                     Salmo 89:28-37

5 - A Restauração de Israel                             Eze 37:1-14

6 - A Grande Batalha do Armagedom                 Zac 12:1-10

7 - O Reino Milenar Messiânico                     Isa 11:1-12

8 - Detalhes do Reino Milenar Messiânico      Isa 65:17-25

9 - Tempo de Recompensa dos Santos Luc 19:11-27

10 - A Igreja de DEUS na Profecia                       Apoc 12:1-17

11 - A Parábola do Trigo e do Joio                       Mat 13:24-30

12 - Como Será a Vinda do Senhor o Messias          Mat 25:15-35

13 - A Vinda de o Messias e o Anticristo                          II Tes 2:1-12

14 - As Setenta Semanas de Daniel     Dan 9:16-27

15 - Os 144 Mil e a Grande Multidão       Apoc 7:1-10

16 - Quem Será Levado e Quem Será Deixado? Mat 24:36-44

17 - Os Justos vão Realmente Morar no Céu?                            Apoc 21:1-8

18 - Jerusalém: A Cidade do Grande REI Salmo 48

19 - A Situação da Terra no Milênio                      Isa 11:1-10

20 - Redenção Completa na Cruz                          Heb 10:1-14

21 - Como é a Prisão de satanás?                     Apoc 20:1-10

22 - Haverá Mesmo um Juízo Investigativo? Apoc 20:7-15

23 - Discernindo Profetas e Profecias    Eze 13:1-9

24 - Promessas aos Gentios                           Gal 3:16-20

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Curso de Investigação Bíblica Interdenominacional

Verso Áureo: "Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para extinguir a transgressão, e dar fim aos pecados, e expiar a iniqÜidade, e trazer a justiça eterna ... " (Daniel 9:24).

14 - As Setenta Semanas de Daniel
 

INTRODUÇÃO DA LIÇÃO

As setenta semanas proféticas de Daniel, determinam a vinda do Messias e Seu sacrifício expiatório, que deu fim ao antigo sistema araônico de purificação dos pecados.

Dali por diante, embora os judeus seguissem o serviço do templo, já nenhum valor mais tinha aquele sacerdócio. o Messias é o Cordeiro que tira o pecado do mundo!

 

QUESTIONÁRIO

1. É certo tomar como ponto de partida o ano 457 a. C. como início das setenta semanas? E as 2300 tardes e manhãs: podem igualmente ser interpretadas por 2300 anos literais e ter seu início na mesma época das setenta semanas?

Segundo Daniel 9:25, sete semanas, e sessenta e duas semanas estão determinadas, a partir da saída da ordem para restaurar e edificar a Jerusalém.

Completadas as 69 semanas, então o Messias é tirado, fazendo assim cessar o sistema de expiação por sangue de animais.

As 2300 tardes e manhãs representam 2.300 dias literais e cumprem-se dentro dos 2.520 dias da última semana das 70 de Daniel 9... 2.300 dias correspondem aos dias em que houve a pregação do evangelho (ministério terrestre de o Messias, sendo que na metade da semana ocorreu a sua morte e no fim da semana - com a morte de Estevão - acaba as semanas e o correspondente tempo dado aos judeus para que mudassem o seu proceder em relação à DEUS).

Querer desvincular o capítulo 8 do cap 9 de Daniel porque entre eles existem um lapso de 15 anos é não  dar atenção ao contexto maior... O capítulo 8 termina com a confissão do profeta de que não entendera a visão e o capítulo 9 começa com uma intensa oração de Daniel sobre o tempo dado ao seu povo estando ainda a orar, veio a ordem de DEUS ao anjo para que explique a profecia. Agora o anjo vem com mais detalhes e explica que este tempo seria o tempo dado aos judeus para se converterem das suas iniquidades (vs 24-27)

OBS: Atribuir as 2.300 tardes... à Etíoco Epifânio também é uma incoerência pois mesmo que se esforce, este não profanou o templo por 1.150 dias como querem; além de que o capítulo 11 de Daniel tem  uma porção dedicada à este período...

Também nada tem com 2.300 anos pois para chegarmos a anos teríamos que aplicar duas transformações (interpretação) proféticas à uma mesma profecia: a primeira para dias e a segunda para anos... Portanto, também derruba-se o ano de 1844 como sendo o seu fim e consequentemente também derruba o Juízo Investigativo, como crêem os que aceitam o ano de 1844.

Saiba mais sobre as 2.300 tardes no site Tempo do Fim

 

2. Como entendiam os reformadores protestantes a questão do Anticristo? Que pensavam eles do líder da religião romana?

John Wyclif: "Por que é necessário procurar por outro anticristo? No capítulo sétimo de Daniel o anticristo é forçosamente descrito como sendo uma ponta se levantando no tempo do quarto reino" (Froom, vol. 2 pag 55).

Lutero (1483-1546): "Nós aqui temos a convicção de que o papado é o lugar do verdadeiro e real anticristo ... pessoalmente declaro que devo ao papa nada mais que uma obediência ao anticristo." (Idem, pago 256).

Em seu livro "No Cativeiro Babilônico da Igreja ", ele disse do papado: "nada mais que o reino de Babilônia e do verdadeiro anticristo."

Melanchthon (1497-1560): " ... é mais manifesto e, na verdade, sem qualquer dúvida, que o pontífice romano com toda sua ordem e reino é o verdadeiro anticristo. "

OBS: As Escrituras nos apontam para o Anticristo e para os anticristo que são poderes, ao longo das eras que estiveram, estão ou estarão à serviço do Anticristo!

 

3. Porque os dispensacionalistas acreditam que a 70º semana está separada da 69º e que esta se cumprirá no fim dos tempos?

Conforme exposto na lição anterior, a idéia da vinda de o Messias em duas fases, não era conhecida antes do início do século 19. Teólogos da época concluíram que o período entre as duas fases era de sete anos e que a profecia de Daniel 9:24­27 forneceria subsídios para sustentação da doutrina.

 

4. Que eventos estão previstos para os sete anos?

De acordo com o dispensacionalista N. Lawrence Olson, após o rapto da Igreja, o governador do mundo, o anticristo, fará um acordo de sete anos com o povo judeu. Todavia, no meio da semana, ou seja, após três anos e meio, romperá o pacto que permitiu o restabelecimento da religião judaica e a reconstrução do templo, no lugar onde está a Mesquita de Omar.

Colocará no Santo dos Santos a abominação desoladora (Dn 9:27; Mt 24:15), que pode ser sua própria imagem e exigirá adoração (Ap 13:15). Assim, esta segunda metade da semana, de 1260 dias literais, será a Grande Tribulação e afetará o povo judeu.

OBS: Na realidade a Grande Tribulação  correspondem ao período das Sete últimas pragas...

Identificam também o filho varão da mulher do capo 12 de Apocalipse como sendo o remanescente fiel de Israel, os 144 mil.

No fim dos sete anos e da Grande Tribulação, as nações, aliadas ao anticristo, reunir-se-ão contra Jerusalém e aí então serão derrotados por Cristo, em Sua vinda (2º fase, ou terceira vinda com uma consequente 4º vinda após o milênio!) com os santos. (O Plano Divino através dos Séculos, pág 125-129).

 

5. Qual é a verdade sobre as setenta semanas? Podemos desmembrar destas a última semana?

Daniel falou de um período de setenta semanas que determinariam a vinda do Messias. Este tempo mede 490 anos; teria início do ano 457 a.c. e não poderia ser aumentado. São 70 semanas sequenciais; ininterruptas. Abrir um parêntesis entre a 69" e a 70" é uma manipulação da profecia para ajustá-la aos reclamos do dispensacionalismo. Se for permitida esta manobra, o que impediria alguém de colocar outro intervalo em qualquer outro ponto das 70 semanas?

OBS: Durante o ministério de o Messias, Ele referiu-se à este tempo dado ao judeus em suas colocações quando, por exemplo, ao dizer à Pedro sobre o perdão; 70 vezes 7 (os 490 anos dado aos judeus para se penitenciarem e obterem o perdão); ao enviar em missão 70 discípulos somente à casa de Israel; ao falar com a mulher sírio-fenícia, etc.

Na plenitude dos tempos - desta profecia - DEUS envia o Seu Filho para cumprir a Sua promessa de perdão, porém estes rejeitaram o Messias e no fim dos tempos (da profecia) selaram o seu destino, com a morte de Estevão... Abrindo espaço para os gentios, mas isto até que se completem 0 tempo dado aos mesmos (nós) - Rom 11:25.

 

Pense: Seria correto dizer que de S. Paulo a Curitiba tem 50 quilômetros? Sim, se seguir o método futurista: Você roda 45 Kms e desliga o velocímetro e ao se aproximar de Curitiba, o liga-o de novo e aí totalizará os 50 kms...

 

 

SAIR