Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

PROFECIAS BÍBLICAS

          ÍNDICE

1 - Daniel e a Predição da História Mundial Daniel 2:16-28

2 - As Quatro Bestas e os Impérios Mundiais Daniel 7:1-10

3 - A Besta de Apoc 13 e a Guerra aos Santos Apoc 13:1-9

4 - O Trono de Davi e o Messias                     Salmo 89:28-37

5 - A Restauração de Israel                             Eze 37:1-14

6 - A Grande Batalha do Armagedom                 Zac 12:1-10

7 - O Reino Milenar Messiânico                     Isa 11:1-12

8 - Detalhes do Reino Milenar Messiânico      Isa 65:17-25

9 - Tempo de Recompensa dos Santos Luc 19:11-27

10 - A Igreja de DEUS na Profecia                       Apoc 12:1-17

11 - A Parábola do Trigo e do Joio                       Mat 13:24-30

12 - Como Será a Vinda do Senhor o Messias          Mat 25:15-35

13 - A Vinda de o Messias e o Anticristo                   

II Tes 2:1-12

14 - As Setenta Semanas de Daniel     Dan 9:16-27

15 - Os 144 Mil e a Grande Multidão       Apoc 7:1-10

16 - Quem Será Levado e Quem Será Deixado? Mat 24:36-44

17 - Os Justos vão Realmente Morar no Céu?                            Apoc 21:1-8

18 - Jerusalém: A Cidade do Grande REI Salmo 48

19 - A Situação da Terra no Milênio                      Isa 11:1-10

20 - Redenção Completa na Cruz                          Heb 10:1-14

21 - Como é a Prisão de satanás?                     Apoc 20:1-10

22 - Haverá Mesmo um Juízo Investigativo? Apoc 20:7-15

23 - Discernindo Profetas e Profecias    Eze 13:1-9

24 - Promessas aos Gentios                           Gal 3:16-20

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Curso de Investigação Bíblica Interdenominacional

Verso Áureo: "E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, ... e o tempo de destruíres os que destroem a terra .. " (Apocalipse 11:18)

9 - Tempo de Recompensa dos Santos
 

INTRODUÇÃO DA LIÇÃO

Nossa esperança tem que estar fundamentada em algo realmente sólido, assim como o fundamento da Igreja.

Nossa casa tem que estar edificada na rocha, que é a Palavra do ETERNO, caso contrário sucumbiremos no dia final e não haverá organização religiosa que nos sustente. Para onde vamos? Que nos sucederá logo após a morte?

Muitos pensam num lugar intermediário, onde os santos ficam: o Seio de Abraão. Baseam-se na parábola do rico e Lázaro. Outros já acham que o cristão, logo após a morte, segue imediatamente para o Céu. Qual será a verdade?

 

RECAPITULAÇÃO

Morada nos Céus não vem dos profetas nem dos apóstolos (.10 13:36); Chegado o tempo, as nações entregarão o poder a Cristo (Ap 11: 15); o Messias vai se assentar no trono de Davi, em Jerusalém (Mt 25:31; At 2:30);

A Pedra que feriu a estátua fica e enche toda a Terra (Dn 2:35,44).

QUESTIONÁRIO

 

1. O que ensina as Escrituras sobre o estado do homem após a morte? Continuaria vivendo num mundo espiritual, paralelo ao nosso?

Após a morte o homem dorme um sono profundo, Não há consciência e nada, absolutamente nada, sabe do que se passa (I Ts 4:13; I Co 15:18-20; Ec 9:5,6,10; Sl 6:5; 17:15; 115:17; 146:4).

Melhor testemunho disto nos deu o Messias, ao afirmar que Lázaro estava dormindo (Jo 11:11-14). Somente acordará por ocasião da ressurreição (Jo 5:28,29; 6:39-44,54).

 

2. Onde permanecem os mortos?

Quantas ressurreições estão previstas?

Os mortos dormem no pó da terra, até a ressurreição do último dia (Dn 12:2; Jó 17:13; Sl 115:17; Ec 3:19,20; 12:7; Is 26: 19).

Estão previstas duas ressurreições: a primeira, para os santos, na vinda do Messias e a segunda, no fim do Milênio, quando os ímpios ressuscitam para o juízo final (Ap 20:4-6,11-13).

 

3. Os heróis da fé (Hebreus 11) já estariam desfrutando das promessas divinas?

O que se passa com eles atualmente?

Existe um tempo determinado para a entrega do galardão aos santos?

Já temos visto que todos os mortos dormem no pó da terra, logo ninguém, mesmo os heróis da fé, pode estar desfrutando das promessas divinas.

o Messias afirmou que os justos ressuscitarão no último dia (105:28,29; 6:39­44, 54; Ver I Co 15:22,23). o ETERNO tem em memória o testemunho dos santos e todos receberão, na ressurreição, a promessa, a vida eterna (Lc 14: 14).

Não é verdade que os 144 mil ou outros santos já estejam com Cristo reinando. Ninguém recebe adiantado (Hb 11:13,39,40; Mt 19:27-29; Ap 11:18; 22: 12). Na vinda de o Messias ocorrerá, além da primeira ressurreição, a dos santos, o ajuntamento de tropas no Armagedom e a guerra no Vale de Josafá, que se estenderá a todo o planeta.

Ocorrerá então o ajuntamento dos santos nos ares, pelo arrebatamento, para o encontro com o Messias; a descida sobre o Monte das Oliveiras, a conversão de Israel e a implantação do Reino Milenar na Terra, com Cristo no trono de Davi.

 

4. E o seio de Abraão, de que fala a parábola de Lucas 16:19-31? Não é um lugar onde os salvos ficam até a vinda de Cristo?

Primeiramente, é bom sabermos o que é uma parábola. É uma forma de ilustração comparativa que visa esclarecer uma verdade qualquer. Nem sempre usa de uma história verídica, nem tenta contar algo que deva ser aceito como uma história real e sim um tipo de narrativa que nem sempre ocorreu realmente. (Ver Enciclopédia de Escritura Teologia e Filosofia, Vol. 5, pág. 57).

A parábola do rico e Lázaro, na verdade ilustra a situação dos judeus, ricos espiritualmente, por possuírem os oráculos divinos (Rm 3:1; 9:4,5), mas duros de coração; e dos gentios, pobres, estranhos aos concertos da promessa e sempre na dependência das migalhas (Ef. 2:11,12,19; Mt 8:8-12; 15:21-28; At 10:28). Estes, todavia foram sensíveis na aceitação do Messias e Sua Causa.

Na verdade, os que buscam entender literalmente a parábola, o fazem para defender a imortalidade da alma, dogma de origem pagã, introduzido na religião cristã apostatada (todo o cristianismo com origens na ICAR). Analise e diga-nos quantas graves contradições surgirão se você tentar literalizar a parábola.

 

5. E quanto a Enoque, Elias e Moisés? Não tiveram estes um tratamento diferenciado?

Segundo as Escrituras, todos os homens devem morrer (Hb 9:27).

Enoque, bem como todos os demais santos, morreram (Hb 11:13, 32-34; Jd 9). Elias, cerca de 10 anos depois de seu arrebatamento, enviou uma carta a Jeorão (II Cr 21:12), rei de Judá. Onde estava Elias? No Céu? (Solicite o estudo: Onde estão Enoque e Elias).

 

6. Se estes homens do ETERNO já desfrutam da salvação, como entender a passagem que diz ser o Messias "Primícias entre os mortos"?

Houve ressurreições de mortos antes e depois da ressurreição de Cristo, todavia o Messias foi o único que reviveu para a vida eterna. Os demais, todos morreram de novo. (I Rs 17:22-24; II Rs 4:34,35; 13:20-21; Mt 9:25; Lc 7:12-15; Jo 11:43,44; Mt 27:52,53; Hb 11:35; At 9:40).

Por isso o Messias é considerado primícias dos que dormem, ou seja, o primeiro ressurreto que vive eternamente. Isto descarta a possibilidade de haver outros, já ressurretos para a vida eterna. Os que são de Cristo, reviverão na Sua vinda, (At 26:23; I Co 15:20-23; Fp 3:20-21).

...e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que te retribuir; pois retribuído te será na ressurreição dos justos.    Lucas 14:14

OBS: Saiba mais sobre Enoque, Elias e Moisés em nosso site Monte do Sinai.

 

 

SAIR